segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

LIDERANÇA EM SALA E NA ESCOLA PROMOVE SUCESSO ESCOLAR


LIDERANÇA EM SALA E NA ESCOLA
 PROCESSO ESSENCIAL AO SUCESSO ESCOLAR

Marli Ribeiro



       A liderança exercida por gestores e pelos professores em suas salas e na escola é um processo quase que natural, visto que, a frente do grupo de alunos eles organizam e planejam as atividades pedagógicas.

      Segundo Harmit (2014), a estrutura das escolas brasileiras não atribui ao professor à importância de exercer liderança de forma efetiva. Muitas vezes as ações são organizadas somente pela direção ou pelos coordenadores pedagógicos. O desafio da gestão democrática, é que essas atribuições não fiquem apenas vinculadas a direção, coordenação e administrativo da escola, mas que sejam compartilhadas e construídas com com todos que apresentam capacidade de liderança junto aos alunos e também aos outros professores.


      Investir no desenvolvimento de professores líderes e prover suporte às suas ações têm se mostrado, em alguns países, um caminho possível e bastante promissor não só para gerar um novo clima organizacional dentro da escola, mas também para garantir um grau maior de eficácia da equipe pedagógica na realização de sua tarefa primordial: a melhoria no nível de aprendizagem dos alunos.

      Algumas habilidades são destacadas em professores que são líderes em suas escolas. Esses profissionais compartilham recursos, planeja junto com seus colegas dando suporte em sua área de conhecimento, conhece o currículo, estuda, age como facilitador de aprendizagem. Citando Harmit (2014): O professor líder assume um papel fundamental ao compartilhar com os colegas alguns recursos como web sites, artigos de revistas especializadas, propostas de atividades ou outros materiais relevantes que sirvam de suporte ao trabalho de seus colegas. 

      A liderança vai além da atuação em sala quando a construção coletiva leva os líderes a compreenderem a proposta pedagógica da escola, o currículo e o conjunto de conteúdo, habilidades e competências a serem desenvolvidos pelos alunos. É fundamental para que a equipe de professores trabalhe de forma coesa e coerente. 

      Henri (2014), enumerou sete práticas que podem sugerir ou indicar um caminho: Assumir que não sabe de tudo, tornar-se dispensável,ir além do currículo, eer acessível, criar um ambiente em que seja fácil aprender, ensinar pelos motivos certos, bons professores abraçam. Ser líder é dar poder aos outros para que sejam agentes autônomos e alunos autodidatas. Ser exigente quando é preciso Não se pode educar ninguém somente com discursos amigáveis. 

          Além disso, líderes e bons professores criam um ambiente onde é seguro errar e normal fracassar. O erro é muitas vezes uma chance de crescimento e avanço. Enfim, a liderança em ambientes escolares requer posturas e ações de professores responsáveis com mudanças efetivas em prol dos alunos. Liderar com vistas a alcançar resultados que possam promover uma educação transformadora e formadora de pessoas preocupadas com o bem comum.

           Faz-se necessários liberar as amarras e entender que é possível assumir novas formas de ensinar e aprender. LIDERAR é ser flexível, paciente, visionário, acreditar na potencialidade do outro, e trabalhar democraticamente.


A educação, na verdade, necessita tanto de formação técnica, científica e profissional como de sonhos e de utopia. (Paulo Freire, 1997)

PARA SABER MAIS...

HENRI, Fábio. – Pais Normais - http://www.websegura.blog.br/7-praticas-que-transformam-professores-em-lideres


HARMITT, Carlos. O Professor Líder - Liderança na Escola e na Sala de Aula. http://www.esoterikha.com/coaching-pnl/o-professor-lider-lideranca-es. php.

IMAGEM: ttps://www.fclrconsulting.com/resources/what-kind-of-leader-are-you













2 comentários:

O MUNDO ESTÁ HOSTIL PARA NOSSAS CRIANÇAS

         Tive o prazer de conhecer a professora Maria José rocha Lima, carinhosamente conhecida por Zezé, na Plenarinha da Educação ...

VEJA TAMBÉM...